Meu Homeschool

Blog

O que é Robótica Educacional

A robótica educacional envolve a realização de atividades de construção de robôs com kits de robótica ou, alternativamente, com sucatas. No caso dos kits, geralmente estão incluídos motores, rodinhas, luzes, mecanismos diversos em materiais como plástico, borracha, madeira e metais. Os kits também podem incluir manuais com sugestões para a construção de robôs. Além disso, a robótica educacional também envolve o ensino de programação de computadores para crianças utilizando recursos como: brinquedos educacionais, aplicativos, exercícios de lógica.

Quando combinamos todas essas atividades damos às crianças as ferramentas necessárias para trilharem a jornada rumo ao desenvolvimento de robôs. Mas isso parece um pouco complexo para uma criança, não? Apesar de soar complexo, as crianças assimilam esses conteúdos muito bem.

Por se tratar de um assunto “em alta”, a robótica educacional pode até parecer algo novo para muitos. Mas ela não é tão nova assim. Por exemplo: a linha de brinquedos de robótica educacional da Lego – Lego Mindstorms – foi lançada há mais de 20 anos! Ao longo desse tempo a robótica já provou que pode beneficiar o desenvolvimento afetivo, cognitivo, comportamental das crianças.


São exemplos de benefícios da robótica educacional: estímulo ao raciocínio lógico e à criatividade, estímulo ao aprendizado de inglês, matemática, ciências, amadurecimento das habilidades emocionais para lidar com frustrações, a ter proatividade, motivação, perseverança, consciência a respeito de suas próprias aptidões… É um leque bem amplo, não acha? Se pararmos para pensar, isso acontece porque o conjunto de habilidades envolvidas no processo de construção de um robô é igualmente amplo.

Agora que já vimos uma visão geral sobre a robótica educacional, que tal aprender sobre como ela pode funcionar na prática em sua rotina de ensino domiciliar? Consideremos, então, dois grandes grupos de atividades da robótica educacional: a construção de robôs e a programação de robôs (que é, basicamente, ensinar um robô a pensar).

Uma boa maneira de trabalhar a construção de robôs é fornecer à criança um kit de robótica educacional contendo várias pecinhas e um manual. Nesse caso a criança pode reproduzir modelos encontrados em um catálogo ou mesmo recombinar livremente as peças do kit de acordo com sua criatividade. Os kits da Lego, que mencionamos anteriormente, são um bom exemplo de kits de robótica educacional. Mas existem vários outros produtos como Cubetto e os robôs Dash and Dot.

Quando voltados especificamente para crianças, kits de robótica ainda saem caro aqui no Brasil. Mas existem excelentes alternativas a esses kits, que funcionam super bem: a construção de robôs com sucatas e a utilização de kits que não são exclusivamente voltados para crianças. Vamos detalhar um pouco mais cada uma dessas alternativas.

Robôs de sucata

Para esse tipo de atividade é necessário apenas tempo, paciência e instruções passo a passo como as que estão presentes nos materiais da Robótica Homeschool.


Para adquirir clique aqui!

Boa parte do que uma criança tem a aprender sobre robótica pode ser adequadamente explicado com recursos muito simples como papel, lápis e sucatas. Por exemplo: muitos mecanismos que o homem utiliza para fazer um robô se movimentar também estão presentes em várias outras máquinas à nossa volta, mas permanecem desconhecidos para a maioria das pessoas (inclusive adultas). As sucatas são um jeito barato de explorar o funcionamento desses mecanismos. Por exemplo: ao invés de descartar um carrinho de brinquedo, que tal experimentar abrí-lo? Que tal arriscar tentar consertá-lo, ou aproveitar as peças para tentar construir algo novo?

Para ilustrar essa questão, observe abaixo alguns mecanismos construídos apenas com sucata:                

Mecanismos de sucata. Fonte: robives.com


A robótica com sucata tem feito sucesso aqui no Brasil. Diferentes linhas de raciocínio podem nos levar à conclusão de que a abordagem vale a pena: o baixo custo, o apelo ambiental por reutilizarmos sucatas, a possibilidade de realizar atividades simples que podem eventualmente dispensar até mesmo a utilização de pilhas. Para esse tipo de atividade é necessário apenas uma boa dose de criatividade (algo que crianças tem de sobra, e um dos ingredientes secretos dos materiais da Robótica Homeschool).

Kits no estilo “maker”

Com um kit desse tipo seu filho poderá construir seu primeiro robô por menos de R$ 100,00, o que significa uma economia de mais de 90% em relação ao preço de um kit exclusivamente voltado para o público infantil.


Além dos kits de robótica voltados exclusivamente para o público infantil, que são caros, existem no mercado muitos produtos ligados ao chamado “movimento maker“, dentre os quais há muitos produtos bons e baratos. Futuramente postaremos aqui um artigo para falar a respeito do tal “movimento maker“. Com um kit desse tipo seu filho poderá construir seu primeiro robô por menos de R$ 100,00, o que significa uma economia de mais de 90% em relação ao preço de um kit exclusivamente voltado para o público infantil.

Kits maker são interessantes não apenas para crianças, mas também para adolescentes e adultos. A utilização desses kits exige a capacidade de apertar parafusos e pode também demandar a ajuda de um adulto para realizar pequenas soldas. Mas não há razões para se intimidar. São produtos que realmente valem a pena se a criança desde que a criança realize as atividades na companhia algum adulto.

Cada kit de robótica pode conter todas as peças que a criança precisará para construir um robô específico. A estrutura dos carrinhos desses kits é propositalmente exposta para facilitar o acoplamento de outras partes que poderão tornar o robô mais complexo. Falaremos a respeito disso em artigos futuros.

O que acha de realizar uma atividade com seus filhos para verificar na prática como funciona essa tal construção de robôs de sucata? Preparamos um projeto gratuito pra você baixar. Basta clicar aqui para baixa-lo.


Programação de robôs

Sugerimos que leia nosso artigo que explica como é possível ensinar programação para crianças sem expô-las às telas.

A programação de computadores é a maneira mais poderosa que alguém pode utilizar para se comunicar com uma máquina. Aprender programação é, de certa forma, como aprender um novo idioma. Dominar conceitos de programação de computadores é o primeiro passo para que a criança possa ensinar seus próprios robôs a pensar. Isso pode ser feito de maneira gradativa por meio de exercícios de lógica e brincadeiras, trazendo os inúmeros benefícios que a programação pode oferecer para seus filhos.

Por razões que discutiremos em artigos futuros, o ensino de programação é, geralmente, realizado com auxílio de aplicativos. Um aplicativo chamado Scratch está entre os mais famosos recursos desenvolvidos para ensinar programação para as crianças. Apesar de se tratar de uma abordagem muito utilizada, aplicativos e outros recursos envolvendo telas não são a única maneira de introduzirmos conceitos de programação para crianças.

 

A utilização de telas não é um pré-requisito para o ensino de programação para crianças

 

O pessoal parceiro da Meuhomeschool, A Robótica Homeschool, produz atividades de programação baseadas nas ideias de Dr. Tim Bell, que influenciou o surgimento da chamada “Programação desplugada”. Sugerimos que leia nosso artigo que explica como é possível ensinar programação para crianças sem expô-las às telas. Nele incluímos uma lição gratuita para que você verificar na prática como a abordagem funcionará em sua casa.


Atividades para ensino de programação sem telas. Fonte: https://csunplugged.org/en/at-home/


Existem boas estratégias para introdução da Robótica Educacional no ensino domiciliar com um pequeno investimento e sem que as crianças sejam expostas às telas. Se você se interessou pelo assunto, assine gratuitamente nosso blog e receba mais dicas a esse respeito!

Autor: Pedro Maker da Robótica Homeschol.

Compre agora a apostila de Robótica HOMESCHOOL SEM TELAS!