Meu Homeschool

Blog

Desmistificando o Homeschool


Principais mitos sobre a Educação Domiciliar


Algumas pessoas acham difícil de entender que crianças educadas em casa possam realmente ter uma vida interessante e socialmente ativas sem uma relação com a escola tradicional. A raiz de seus equívocos, no entanto, é simplesmente a falta de informações sobre o Homeschool. Uma vez que estes mitos parecem vir à tona continuamente, decidimos explorar os cinco equívocos mais comuns sobre a Educação Domiciliar.


1º Mito: As crianças não podem ser socializadas se não forem à escola


Esta, sem dúvida, é uma das concepções mais comum a respeito do Homeschool. A verdade é que os homeschoolers não vivenciam os aspectos negativos da socialização escolar, como a limitação espacial, o bullying ou a violência. Em contrapartida, tem a ampla possibilidade de desenvolver relacionamentos saudáveis em suas comunidades de estudos, têm uma interação maior com a família, incluindo os parentes mais idosos, convivem com colegas de diferentes idades e pessoas de todas as esferas da vida cotidiana. Afinal, continuam frequentando locais públicos como parques, lojas, museus, clubes e toda a infinidade de possibilidades que a sociedade real possibilita. Não existe a segregação física obrigatória, os estudos podem acontecer em diversos locais e em contato com diferentes realidades sociais.


2º Mito: Apenas famílias ricas podem fazer o Ensino Domiciliar


Esse pensamento é muito comum, porém, que as famílias educadoras têm rendas completamente diversas. Alguns percebem que economizaram muito depois que deixaram de pagar uma mensalidade escolar, outros se juntam em comunidade e compartilham livros e materiais, muitos são autores de materiais específicos para homeschool outros dedicam parte de sua renda para investir na compra de livros e conteúdos que antes não tinham acesso. A verdade sobre este mito é que os pais que tomaram a decisão de educar em casa, são aqueles que fazem todos os sacrifícios necessários para fornecer a seus filhos a educação desejada e não precisam ter muito dinheiro para oferecer o melhor. A dedicação e compromisso com a vida dos filhos é que são os itens fundamentais.


3º Mito: As crianças não aprendem tão bem quanto na escola


Uma das grandes dificuldades do ambiente escolar é a inevitável falta de personalização do processo de ensino e aprendizagem. Os instrutores devem suprir sua sala de aula cheia de indivíduos únicos com um método geral, que vise atingir a todos ao mesmo tempo, com isso, os alunos não são ensinados de forma personalizada. Já no ambiente de Educação Domiciliar, a criança é a classe. Essa criança geralmente é seu filho então existe toda uma relação de afeto e compromisso mútuo que favorece em muito o processo de aprendizagem. Os pais são livres para escolher o melhor método educacional para sua família, buscam descobrir o estilo de aprendizagem de cada filho e ensinar de acordo com seu ritmo para garantir a melhor possibilidade de sucesso. Dessa forma os resultados obtidos no homeschool geralmente são superiores aos do ensino escolar tradicional.


4º Mito: Pais que educam em casa não são qualificados para ensinar


Aqueles que lançam este dardo geralmente querem dizer que um pai sem graduação superior não deveria ensinar seus filhos. Na verdade, a qualificação universitária não é o que habilita a prática do homeschool e sim a profunda dedicação e compromisso com a vida dos filhos. Outro ponto também, é que os conteúdos a serem ministrados suportarão os alunos até o ensino médio, ou antes talvez, pois muitos adquirem a habilidade do auto-ditatismo e avançam sozinhos em vários níveis. Os pais educadores também têm vantagens como de poder estudar junto com os filhos, podem escolher entre uma ampla variedade de currículos e métodos, contendo planos de aula, manuais do professor e, até mesmo teste. Podem ainda, sempre contar com o auxílio de tutores e outros pais educadores dentro da própria comunidade formada. As crianças se sentem muito bem e seguras ao serem ensinadas pelos seus próprios pais.


5º Mito: Homeschoolers ficam em casa o dia todo


Essa ideia está completamente equivocada, em geral, os pais que educam em casa tem um estilo de vida ativo, eles buscam preencher suas agendas com atividades educacionais extras e divertidas, como assistir a concertos, ir a museus, parques, praias, etc. Eles podem aproveitar o meio da semana ou períodos de baixa temporada, onde os preços são mais baixos, para fazerem excursões ou estudos de campo em outros lugares. Além disso, é muito comum que as crianças pratiquem esportes ou estejam matriculados em cursos livres para aprimorar suas habilidades, como inglês, natação ou robótica.



Se você gostou de aprender mais sobre mitos e verdades do Homeschool, não deixe de ler nosso artigo sobre A Importância da Atividade Física no dia a dia das Famílias Educadoras! Clique aqui e aproveite!