Meu Homeschool

Blog

Como falar de empreendedorismo para seus filhos?

Quando falamos de ensino para crianças ou jovens dificilmente o tema empreendedorismo é abordado, entretanto, construir este conhecimento desde a primeira infância é importante para o desenvolvimento dos seus filhos. Empreendedorismo não é um curso que você faz em um final de semana ou aprende numa palestra, está mais relacionado a um conjunto de atitudes do que a um conhecimento puro e simples.

 

Hoje empreender tornou-se quase uma necessidade, não se trata apenas de ter um negócio próprio mas empreender na vida. O número de empresas nascentes aumenta a cada ano e até de STARTUPS o Brasil virou celeiro do mundo. Entretanto, as atitudes ou características que permeiam aqueles que tem a capacidade de gerenciarem seus próprios negócios como persistência, flexibilidade, resiliência, desejo de resolver algum problema real, podem (eu diria devem) ser ensinadas desde a tenra idade. Afinal de contas, características como esta é que farão grande diferença no mercado de trabalho futuro (veja mais aqui - Notas não definem seu conhecimento).


Mas como apresentar conceitos tão avançados para crianças? Vamos a um exemplo prático. Um de nossos filhos – hoje com 6 anos – já possui um pequeno negócio lucrativo. Como assim? Explorando mão de obra infantil? Não, calma! Não era este o objetivo inicial, pelo menos não era o objetivo empreender aos 5 anos de idade.

 

Ele tinha algumas dificuldades com números, coordenação motora e o perfeccionismo o levava a desistir precocemente de alguns projetos que iniciava ou nem ao menos iniciava algo novo se não sentia que saberia fazer tudo corretamente do início ao fim.  Por outro lado, tem a criatividade a mil e uma das características mais presentes em nosso homeschool é a leitura e grande parte de nossos livros estavam cheios de “orelhas” ou eram encontrados abertos de cabeça para baixo para marcar o local onde parara a leitura. Juntando estes fatores começamos a fazer marca páginas para nossos livros e, com isso, apresentar situações para que ele desenvolvesse mais suas habilidades e trabalhasse as características que ele necessitaria por toda sua vida, como a perseverança, por exemplo.


Segundo pesquisa recente cerca de 47% dos novos negócios morrem por falta de mercado ou planejamento. Dessa forma ensinamos que os planos bem elaborados levam a fartura (Provérbios 21:5) e que pensar em todos os detalhes antes de começar a fazer algo faz toda a diferença em qualquer projeto, seja uma montagem de Lego, uma viagem ou um negócio.

 

 Hoje, um ano depois, ele já teve boa rentabilidade que o levou a adquirir algumas coisas que desejava e convidou o irmão para ser sócio, visto que o outro possui habilidades de comunicação melhores do que ele (hahaha). Explicar às crianças sobre marketing e gestão financeira não precisa ser algo complicado, é mais fácil durante situações práticas do dia a dia da criança. Se seu filho recebe mesada o ensine a dividir o valor em potes diferentes: um pouco para guardar, outro para repartir, outro para investir e outro para usar. A maioria, se não todas, as causas de morte dos empreendimentos atuais estão relacionadas a atitudes gerenciais.

 

Não desperdice as situações que surgem em seu contexto, aproveite para valorizar as características empreendedoras natas em seus filhos e para corrigir aquelas que farão diferença no futuro. Lembre-se que as situações mais simples podem ser aproveitadas, como montagem de quebra cabeça, fazer uma receita, até mesmo o trato com seu material escolar, não deixe para depois, quanto mais cedo incutir estes conceitos para as crianças mais fácil ficará de identificá-los na juventude. Confeccionamos alguns flash cards para auxiliar a apresentação de alguns conceitos, você consegue baixar gratuitamente clicando aqui.